DESCUBRA UMA NOVA FORMA DE VIAJAR O MUNDO ATRAVÉS DO WORK EXCHANGE. ECONOMIZE E AGREGUE EXPERIÊNCIAS RICAS NA SUA BAGAGEM.

Prazer ou alegria. Afinal, o que te leva à felicidade?

Muitas pessoas não acreditam na felicidade, mas sim que a vida é feita de alguns momentos felizes. Certamente… afinal, vivemos em um mundo de dualidade, onde não seria possível saber o que é quente se não experimentássemos o frio. E por isso, nós, seres humanos, só sabemos o que é alegria por já termos experimentado a tristeza. Mas o que seria alegria para você?

Estamos cansados de ouvir pessoas dizendo por aí que só serão felizes quando adquirirem um carro bacana, uma casa na praia ou quando ficarem milionárias. Mero engano. Quantos casos não acompanhamos de pessoas que têm a vida “perfeita”, fama, dinheiro mas que sofrem de depressão crônica? E ainda há aquelas que acabam tirando a própria vida por não conseguirem encontrar a felicidade mesmo tendo tudo o que se diz necessário para alcançá-la.

Existem dois mundos, que olhando de fora, dão a impressão de serem iguais ou bem parecidos, mas que analisando mais a fundo, apenas um deles conduz ao caminho da verdadeira felicidade:

1- Mundo do Prazer

Nesse mundo, nós vivenciamos momentos de prazer, que podem durar meia hora, um dia ou um mês. E por conta das sensações intensas que ele nos proporciona, nós acabamos ansiando por querer ter mais daquela sensação para tentarmos “saciar” esse desejo, como se fosse uma droga na qual ficamos viciados.

Quando você compra o seu primeiro carro, por exemplo, você sente uma euforia tremenda. Você comemora, quer contar a novidade para todo mundo e fica admirando aquele objeto como se fosse uma obra de arte. Mas passado um tempo, ele começa a perder a graça, e então você resolve comprar um segundo, muito melhor e mais potente do que o primeiro. Depois compra um terceiro, mais caro e luxuoso do que o segundo, e quando você se dá conta, percebe que tem uma coleção de Ferraris na garagem, porém o vazio ainda permanece lá.

Precisamos aceitar o fato de que o prazer é passageiro, aceitar o fato de que com a mesma intensidade que ele vem, ele vai. Ele pode ser legal e divertido, mas acaba sendo um mundo distante do que todo ser humano busca em seu íntimo.

2- Mundo da Alegria

Esse é um mundo menos oscilante, mais constante. Ele não proporciona picos de sensações intensas como no mundo do prazer, porém ele é um mundo estável e duradouro. Nesse mundo experimenta-se a compaixão, a entrega para uma outra pessoa ou situação, e por isso é infinitamente mais forte do que o prazer. É algo no qual você pode se lembrar, e que não é preciso procurar fora para senti-lo, você simplesmente carrega aquilo dentro de si.

Nós somos seres humanos, temos o direito de experimentar todas as sensações nas quais estamos aptos sentir, porém temos o livre-arbítrio de escolher aquelas que nos trazem bem-estar, e a alegria é uma delas… é prestar atenção no que parece ser imperceptível, é enxergar a beleza naquilo que à primeira vista parece não ter a menor graça, é se permitir SER mais do que TER.

Tenha em mente que, se você persegue apenas o mundo do prazer, chegará um momento onde não haverá mais nada que conseguirá dar conta de tampar o “buraco”. Por outro lado, se você decidir optar por perseguir o mundo da alegria, você conseguirá acessar sentimentos de contentamento e satisfação, também conhecidos como FELICIDADE. Só depende de você.

O que você escolhe?

Leia o artigo sobre o homem que foi considerado a pessoa mais feliz do mundo: Aqui

Assista também ao vídeo com uma pequena palestra sobre o que é a felicidade na visão do homem mais feliz do mundo.

Post Author
Amanda Barbosa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Por Uma Vida Mais Rica ☆Se reinventando na maneira de viajar o mundo. Colaboração + tecnologia = experiências ricas (e econômicas)☆by Amanda Barbosa 👻Snapchat: vidamaisrica

Siga-me no Instagram