DESCUBRA UMA NOVA FORMA DE VIAJAR O MUNDO ATRAVÉS DO WORK EXCHANGE. ECONOMIZE E AGREGUE EXPERIÊNCIAS RICAS NA SUA BAGAGEM.

Será que valeu a pena largar tudo?

Há pouco mais de dois anos, a minha vida passou por mudanças radicais. Após uma grande perda na minha família, eu comecei a me questionar sobre o que me fazia feliz na essência, se eu estava no caminho que eu gostaria de estar, ou se por comodidade, eu havia sucumbido meus verdadeiros sonhos e desejos e aberto mão daquilo que realmente me movia…

…Eu percebi que mesmo levando uma vida que muitas pessoas almejavam ter, com um bom trabalho, morando em um ótimo lugar e convivendo com pessoas que eu amava, eu sentia que faltava algo. Me dei conta que estava assistindo a vida passar pela janela, bem debaixo do meu nariz, e o medo da mudança me deixava estagnada naquela situação..

Percebi que não estava fazendo absolutamente NADA por mim, e que essa vida que eu vivia era para os outros. Tudo estava de acordo com os olhares críticos daqueles que me cercavam, para que dessa forma eu me encaixasse nos “padrões sociais”. Foi quando resolvi arriscar e não me preocupar com o que poderiam pensar ou falar de mim, apenas fiz.

Já ouvi muitos dizerem que essa história de “largar tudo” é uma moda, uma fuga, ou coisa de gente louca, por deixar pra trás o que muitos demoram anos para construir, porém, eu tenho uma opinião “um pouco” diferente a esse respeito. Eu não resolvi largar tudo, e sim AGARRAR TUDO. Agarrar conhecimento, agarrar oportunidades, agarrar novos amigos, agarrar a liberdade, agarrar a FELICIDADE.

Ao contrário do que possam pensar, eu não sou rica, muito menos sustentada pelos meus pais, e para conseguir mudar de vida, tive que deixar para trás muitos bens materiais e dar um outro tipo de peso ao dinheiro, o que acabou me gerando um desapego enorme. A minha prioridade é cada vez mais investir em mim, em experiências que me tragam conteúdo, que me transformem, e não sair correndo para comprar a última versão do Iphone xyz.

E essa mudança só foi possível quando eu venci toda a minha resistência e preocupação com o que seria de mim futuramente, para resolver seguir o meu coração.

Hoje, eu optei por trabalhar como freelancer e me dedicar aos meus projetos próprios, mas como tudo na vida, existem dois lados da moeda. O lado “ruim”, é o da incerteza de quanto terei na minha conta ao final do mês, porém, o lado BOM é algo que dinheiro nenhum compra, chamado LIBERDADE.

Com esse novo estilo de viver, eu passei a deixar de ser escrava de uma vida na qual eu não era dona, para fazer as coisas ao meu tempo, e isso é o maior bem que conquistei até hoje. E se me dessem a chance de poder fazer algo diferente do que fiz nesses últimos anos, mesmo com todos os “péssimos” que passei e passo às vezes, talvez a única coisa que eu mudaria seria o tempo que esperei para enfrentar os medos que me impediam de ir em busca do que me faz feliz hoje.

Fácil? Talvez muito menos do que eu imaginava… mas é leve!


Se você está lendo esse texto e pensando que também gostaria de fazer uma grande mudança, seja de trabalho, de casa ou de vida, mas não sabe bem por onde começar e acaba desistindo, por medo do “pior”, eu tenho algumas dicas:

1- Experimente passar um dia inteiro vivendo com o mínimo que um ser humano necessita para sobreviver. Além disso, faça tudo aquilo que se sinta bem, mas que não tenha que pagar por isso, como dar um mergulho no mar, caminhar no parque ou ver o pôr do sol. Então, veja como se sente e reavalie qual é a vida que gostaria de ter, mesmo que o “pior” aconteça.

2- Seja verdadeiro com você e com suas prioridades. Entenda que o errado é apenas uma percepção da sua mente condicionada, e que HOJE é o único dia que lhe resta para que você tome uma atitude  diferente…amanhã não existe.

3- Lembre-se: grandes mudanças só acontecem quando saímos da nossa zona de conforto.

“Você tem conforto. Você não tem luxo. E não digo que é por causa do dinheiro. O luxo que defendo não tem nada a ver com dinheiro. Não pode ser comprado. É a recompensa para aqueles que não têm medo do desconforto.”

JEAN COCTEAU, poeta, escritor, empresário de boxe e cineasta francês.

Post Author
Amanda Barbosa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Por Uma Vida Mais Rica ☆Se reinventando na maneira de viajar o mundo. Colaboração + tecnologia = experiências ricas (e econômicas)☆by Amanda Barbosa 👻Snapchat: vidamaisrica

Siga-me no Instagram