DESCUBRA UMA NOVA FORMA DE VIAJAR O MUNDO ATRAVÉS DO WORK EXCHANGE. ECONOMIZE E AGREGUE EXPERIÊNCIAS RICAS NA SUA BAGAGEM.

Quanto custa um mochilão no sudeste asiático?

Um dos destinos mais baratos do mundo, o Sudeste Asiático, reúne belas praias, paisagens exóticas e tradições culturais riquíssimas, onde nem mesmo a longa distância é capaz de afastar os viajantes desse lugar incrível. Mas afinal de contas, quanto custa viajar para esse paraíso?

Normalmente, quem viaja por essa região da Ásia costuma fazer o roteiro entre a Tailândia, Camboja, Laos, Vietnã e Indonésia.Também há quem inclua países como Singapura, Myanmar, Filipinas e Malásia. Com exceção de Singapura, todos eles têm custo de vida relativamente baixo, se comparado com outros destinos turísticos (incluindo o Brasil).

Em boa parte das cidades, você consegue sobreviver com cerca de 30 dólares por dia, incluindo hospedagem, alimentação e passeios! O primeiro ponto que você deve levar em conta na viagem é com relação à documentação.

A maioria dos países do Sudeste Asiático ainda exige visto para brasileiros, exceto quatro deles: Tailândia, Malásia, Singapura e Filipinas. Em contrapartida, em grande parte dos destinos, o documento é facilmente concedido no aeroporto ou na imigração, no próprio momento do desembarque. De qualquer forma, vale conferir antes de viajar, pois isso pode mudar.

O segundo ponto é com relação ao Seguro Viagem. Por mais que você esteja acostumado a viajar, a Ásia é um continente exótico, e a comunicação pode ser bem mais difícil. Para evitar perrengues, vale investir em um seguro. Aqui está a minha indicação de uma ótima seguradora de viagem:

Seguro viagem geral 728x90

Roteiro

Um mochilão pelo Sudeste Asiático requer tempo. Os países são relativamente grandes, e os deslocamentos podem ser demorados. O mínimo recomendado são 20 dias (você pode até fazer em menos tempo, mas evite ir para muitos países). O ideal é ficar de olho no mapa, e sempre levar em conta os países que ficam coladinhos uns nos outros (por isso que o roteiro Tailândia-Laos-Camboja-Vietnã é tão concorrido, pois são países vizinhos).

Passagem aérea

Decidiu o roteiro e definiu a quantidade de dias? Então é hora de comprar as passagens aéreas! Do Brasil, as passagens aéreas mais baratas são para Bangcoc – a capital da Tailândia -, ou Kuala Lumpur, a capital da Malásia. Ambas podem custar entre R$ 2.500 e R$ 4.500. Sim, é caro, mas você gastará bem menos durante a viagem.

Câmbio

Diferentemente da Europa, por exemplo, cada país tem sua moeda na Ásia. A Tailândia utiliza “baths”, o Vietnã adere o “dong”, e Camboja o “riel”. Para evitar andar com diferentes notas na carteira, troque seus reais por dólares, e faça o câmbio no próprio país. Fique de olho na cotação!

Hospedagem

Albergue é o que há! Na maioria das cidades, você consegue bons hostels por cerca de 10 dólares e, com um pouco de sorte, você poderá até se dar ao luxo de dormir em um hotel bem legal. Separe um pouco mais do que 10 dólares por dia para hospedagem, apenas por desencargo de consciência.

Transporte

Viajar para o Sudeste Asiático requer muitos deslocamentos. Por isso, só opte por muitos destinos se tiver bastante tempo. Caso contrário, você poderá passar boa parte da viagem dentro de ônibus. Aliás, os ônibus são uma excelente maneira de se locomover entre as cidades. Eles são baratíssimos e, na maioria das vezes, seguros. Na Tailândia, boa parte das cidades são conectadas por trem, a partir de Bangcoc. Já as viagens de avião devem ser a última alternativa, pois as passagens podem ser caras, especialmente se o dólar estiver alto em relação ao real.

Alimentação

Comer na Ásia é relativamente barato, inclusive nas grandes metrópoles. No entanto, na maioria das vezes, você terá que imergir na culinária local (o que é uma ótima experiência). Esqueça os fast foods, hambúrgueres, pizzas e hot-dogs!

Monções

Outro ponto importante para não estragar a sua viagem diz respeito às monções. Trata-se de um fenômeno climático anual, típico da Ásia, onde o índice de chuvas e ventos fortes aumenta consideravelmente em toda a região. Cada país tem a sua época de monções, e a intensidade também pode variar. Em alguns lugares, ela traz tempestades, alagamentos, tufões e grandes estragos. Em outros, ela pode ser mais leve. Então escolha a época mais favorável (e ensolarada!) para viajar! Saiba mais sobre as épocas que elas acontecem aqui.

Confira, abaixo o preço médio por pessoa nos principais destinos do Sudeste Asiático, levando em conta todos os gastos de uma viagem econômica (hospedagem, transporte, alimentação e passeios). Os valores estão em dólares americanos, e não incluem passagem aérea.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Manila (Filipinas)

A capital das Filipinas é a principal porta de entrada para o país, e se destaca pelas atrações culturais. É possível sobreviver com aproximadamente $ 25 por dia, ou R$ 125/dia.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Vientiane (Laos)

A capital do Laos também impressiona por seus templos budistas e atrações culturais. O custo de vida na cidade gira em torno de $ 27 por dia.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Luang Prabang (Laos)

Apesar de ser o coração turístico de Laos, Luang Prabang tem um custo de vida mais barato que a capital, Vientiane. Entre hospedagem, alimentação, passeios e transporte, é possível sobreviver com $ 19 por dia na cidade.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Bangcoc (Tailândia)

É, de longe, a maior, mais estruturada e mais movimentada cidade do Sudeste Asiático. Mas nem isso é capaz de deixar Bangcoc mais cara que as demais. Para os mais “mãos de vaca”, o custo de vida na capital tailandesa pode ficar abaixo dos $ 20 por dia.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Phuket (Tailândia)

O arquipélago abriga algumas das praias mais paradisíacas e badaladas do continente asiático, mas também não é um lugar caro. É possível fazer todos os passeios turísticos, comer e se hospedar por aproximadamente $ 25 por dia.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Chiang Mai (Tailândia)

Segunda maior cidade da Tailândia, e uma das capitais culturais da Ásia, Chiang Mai tem o custo de vida mais barato entre os destinos turísticos do país: com cerca de $ 18 por dia, você consegue fazer todos os passeios, além de bancar a hospedagem e transportes.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Singapura

A cidade-Estado é o lugar mais desenvolvido do Sudeste Asiático e, por isso, é disparado o lugar mais caro. O custo de vida em Singapura é bem semelhante a de metrópoles consagradas como Nova York, Londres e Tóquio. O custo de vida diário gira em torno de $ 45.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Kuala Lumpur (Malásia)

Divide com Bangcoc e Singapura o título de “megacidade” do Sudeste Asiático. A capital da Malásia tem uma atmosfera cosmopolita, sem deixar de lado as tradições. Porém, mesmo assim não é uma cidade cara: é possível sobreviver com cerca de $ 25 por dia.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Bali (Indonésia)

Templos, piscinas naturais, montanhas, vulcões e praias perfeitas para o surfe fazem de Bali um dos principais destinos do Sudeste Asiático. A ilha é repleta de cidades que unem badalação com tradições culturais típicas dos hindus. Apesar do roteiro extenso, viajar para a região não requer grandes fortunas: $ 23 por dia já é o suficiente.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Jacarta (Indonésia)

Uma das maiores cidades do mundo, Jacarta mistura tradições milenares com uma atmosfera típica de metrópole. A capital da Indonésia se destaca pelas atrações culturais, e também não é tão cara quanto parece. Com cerca de $ 25 por dia, é possível aproveitar dos passeios, se hospedar e comer.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Hanói (Vietnã)

Entre todas as cidades turísticas do Sudeste Asiático, Hanói é a mais barata. A capital vietnamita é uma metrópole vibrante, agitada e repleta de atrativos culturais. A gastronomia também é um diferencial da cidade, que tem um custo de vida diário na faixa dos $ 16

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Ho Chi Mihn (Vietnã)

Popularmente conhecida como Saigon, Ho Chi Minh é a maior cidade do Vietnã. Chamada de “Pérola do Oriente”, a metrópole de 8 milhões de habitantes é o perfeito contraste entre o crescimento do país e a preservação do passado socialista. A cidade tem um custo de vida bastante similar a Hanoi.

mochilão no Sudeste asiático - Por Uma Vida Mais Rica

Hoi An (Vietnã)

Queridinha dos mochileiros, Hoi An é a cidade que mais preserva o passado colonial do Vietnã. Por todos os cantos, casarões históricos coloridos se harmonizam com o charme das ruas de pedra, sempre iluminadas e repletas de lojas e barraquinhas. Neste vilarejo, o ritmo é bem mais sossegado do que o das metrópoles vietnamitas, o que não significa que você ficará entediado. A cidadezinha é repleta de praias cristalinas, templos, bom comércio e vasta gastronomia. Por ser predominantemente turística, Hoi An é um pouquinho mais cara que as outras cidades do país: cerca de $ 20 por dia.


Via 

 

Post Author
Amanda Barbosa

Comentários

3 Comentários
  1. postado por
    Amanda Barbosa
    jun 19, 2017

    Ops, falha nossa! Corrigido! Obrigada.

  2. postado por
    Murilo
    jun 15, 2017

    Olá. Interessante o artigo. Parabéns. Porém, eu gostaria de fazer uma correção, na parte do Seguro Viagem, está escrito “a Ásia é um país exótico”. Imagino que você tenha se confundido hahaha.

  3. postado por
    Rosane
    nov 20, 2016

    Obrigado, tirou minhas duvidas. 🙂

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Por Uma Vida Mais Rica ☆Se reinventando na maneira de viajar o mundo. Colaboração + tecnologia = experiências ricas (e econômicas)☆by Amanda Barbosa 👻Snapchat: vidamaisrica

Siga-me no Instagram