DESCUBRA UMA NOVA FORMA DE VIAJAR O MUNDO ATRAVÉS DO WORK EXCHANGE. ECONOMIZE E AGREGUE EXPERIÊNCIAS RICAS NA SUA BAGAGEM.

Quanto custa viajar fazendo work exchange

A pergunta número 1 entre pessoas que têm vontade de fazer uma viagem de work exchange (trocar trabalho por hospedagem) é: mas quanto custa? E não é para menos, já que a maior preocupação de quase todos nós ao programar uma viagem, é o dinheiro necessário para que ela aconteça, e que provavelmente  muitos pensam que não tem.

Talvez você não tenha visto, mas em 2015, eu fiz uma viagem de 3 meses pela Califórnia, e tudo o que gastei foram R$ 5.500,00 incluindo as passagens aéreas (saiba mais nesse post aqui). Pode parecer impossível para alguns, e no início confesso que para mim também, mas a partir do momento que você entende que não existe apenas uma mas sim diversas maneiras de se tornar uma viagem possível, ela finalmente começa a deixar de ser um sonho distante.

E foi depois que parei de me dar certas desculpas, (e a principal delas era o dinheiro), que pude me ver realizando as viagens que sempre tive vontade de fazer, bastando apenas usar as ferramentas e recursos certos, e deixando minhas próprias crenças limitantes de lado!

O work exchange, é uma solução maravilhosa para aqueles que desejam viajar por um longo período, ou procuram formas mais econômicas de fazer uma viagem, pois através dele, muitas vezes é possível reduzir esses gastos em até 50% (às vezes mais), já que não se gasta com hospedagem, e na maior parte das vezes alimentação, além é claro, de permitir que você tenha experiências muito mais intensas ao vivenciar de perto a cultura de um país.

Por isso, para ajudar você a realizar uma viagem de work exchange, eu decidi mostrar aqui quanto custaria viajar nesses estilo por um mês em 3 diferentes lugares pelo mundo.

Obs: os custos mencionados abaixo, são considerados para aqueles que desejam usar os 5 dias de “trabalho” por semana (que geralmente são solicitados em um work exchange, com média de 5 horas por dia), para estar em contato e trocar experiências com os nativos, e reservar os finais de semana para lazer e turismo:

1. Tailândia – Bangkok

bangkok

R$ 2.500,00 Passagem aérea ida e volta: São Paulo – Bangkok
R$ 300,00 Alimentação custo considerado para 4 finais de semana (8 dias)  ou durante as atividades de lazer e descanso
R$ 300,00

 

Passeios custo considerado para passeios por Bangkok e arredores durante 4 finais de semana
R$ 200,00

 

Transporte gastos com transporte para transitar na cidade de Bangkok e arredores aos finais de semana (incluindo taxi e ônibus turístico)
R$ 100,00 Despesas gerais despesas com higiene pessoal e necessidades básicas
R$, 00,00 Hospedagem  economia de 100% na hospedagem
Total: R$ 3.400,00    

2. Argentina

buenos

R$ 700,00 Passagem aérea ida e volta: São Paulo – Buenos Aires
R$ 536,00 Alimentação custo considerado para 4 finais de semana (8 dias) ou durante as atividades de lazer e descanso
R$ 250,00

 

Passeios custo considerado para passeios por Buenos Aires e arredores durante 4 finais de semana
R$ 300,00

 

Transporte gastos com transporte para transitar na cidade de Buenos Aires e arredores aos finais de semana (incluindo deslocamento entre cidades)
R$ 100,00 Despesas gerais despesas com higiene pessoal e necessidades básicas
R$, 00,00 Hospedagem economia de 100% com hospedagem
Total:  R$1.886,00    

lisbon3. Portugal

R$ 2.100,00 Passagem aérea ida e volta: São Paulo – Lisboa
R$ 850,00 Alimentação custo considerado para 4 finais de semana (8 dias)  ou durante as atividades de lazer e descanso
R$ 200,00

 

Passeios custo para passeios por Lisboa e cidades ao redor durante 4 finais de semana
R$ 300,00 Transporte gastos com transporte para transitar em Lisboa e cidades ao redor durante os finais de semana (incluindo deslocamento entre cidades)
R$ 120,00 Despesas gerais despesas com higiene pessoal e necessidades básicas
R$, 00,00 Hospedagem  economia de 100% com hospedagem
Total: R$ 3.570,00    
  • Lembrando que esses valores são estimativas consideradas para um viajante econômico, e que podem variar de acordo com os seus hábitos, prioridades e  o tempo que você pretende disponibilizar ao turismo.

Saiba mais sobre como funcionam os horários livres em uma viagem de work exchange no vídeo abaixo:

Se interessou e quer saber mais dicas  a respeito de work exchange ou então encontrar pessoas que estejam buscando parceiros para esse tipo de viagem? Entra lá no grupo fechado de work exchange no Facebook. É só clicar aqui.

Post Author
Amanda Barbosa

Comentários

3 Comentários
  1. postado por
    Amanda Barbosa
    set 18, 2016

    Oi Marina, tudo bem? Gratidão por me acompanhar!! Com relação à sua dúvida, tudo depende das regras de cada lugar. Alguns só fornecem comida durante os dias de trabalho, outros fornecem alimentação durante todo o tempo que você passa no local. Você pode encontrar essa informação no perfil dos hosts cadastrados nos sites especializados. Mas, caso não a encontre, é importante que tenha isso esclarecido durante os acertos (entre você e o host) no período que antecede a sua ida.

  2. postado por
    Marina
    set 15, 2016

    Oi Amanda! Estou devorando seu site e adorando as informações.
    Gostaria de saber se normalmente a alimentação continua incluída mesmo nesses dias de folga, caso você decida não sair, fazer passeios etc.

  3. postado por
    Luam de Lima
    jun 21, 2016

    Boa noite. Gostaria de saber uma médio para o work exchange de 1 semana em Londres, por favor… 🙂

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Por Uma Vida Mais Rica ☆Se reinventando na maneira de viajar o mundo. Colaboração + tecnologia = experiências ricas (e econômicas)☆by Amanda Barbosa 👻Snapchat: vidamaisrica

Siga-me no Instagram