DESCUBRA UMA NOVA FORMA DE VIAJAR O MUNDO ATRAVÉS DO WORK EXCHANGE. ECONOMIZE E AGREGUE EXPERIÊNCIAS RICAS NA SUA BAGAGEM.

Como permanecer na Europa por mais de 90 dias com visto de turista

Você deve saber que brasileiros não precisam de visto para visitar a maioria dos países na Europa, certo? De fato, a única coisa necessária é apenas um carimbo no passaporte, que é dado no momento de sua chegada.

Mas, o grande X da questão para aqueles que pretendem passar uma temporada mais longa no Velho Mundo, é o fato de que o tempo de permanência permitido para turistas é de somente 90 dias…

Hum, mas será mesmo?

A verdade é que é sim possível ultrapassar os 3 meses de estadia por lá de forma legal.  O autor de uma das fontes de pesquisa para esse post, passou mais de 2 anos consecutivos na Europa, a maior parte do tempo em Budapeste.

Deixe-me explicar como você também poder fazer o mesmo:

Primeiramente, se o seu país de origem não faz parte dessa lista – no caso nós, brasileiros, não fazemos – ao entrar na Europa,  você recebe um carimbo que te permite ficar por 3 meses no chamado “Espaço Schengen”, e que inclui grande parte da Europa e alguns poucos países fora dela.

Abaixo, em azul,  estão os países pertencentes ao espaço Schengen:

tradado

E existem alguns detalhes técnicos que é preciso saber sobre o Tratado de Schengen, para que você entenda como isso é possível:

  • Como sinalizado no mapa acima, existem alguns países que não fazem parte desse tratado, como Reino Unido e Irlanda. Alem disso, alguns deles ainda não são pertencem oficialmente a ele como a Romênia, Bulgária, Croácia e Chipre.
  • Você pode ficar no espaço Schengen por até 90 dias no período de 180 dias. Isso significa que você pode sair e voltar dentro do período de 6 meses, contanto que o tempo total no espaço não exceda 90 dias (ou seja, você pode simplesmente ficar no espaço Schengen por 90 dias consecutivos, e então sair). Isso também significa que você poderia passar o total de 6 meses por ano dentro do espaço Schengen, contanto que faça os devidos intervalos seguindo as regras aplicadas).
  • Enquanto você está dentro do espaço, você não precisa mostrar seu passaporte nas fronteiras – nao existe fiscalização entre a França e Espanha, por exemplo.
  • É importante saber que para sair e voltar para essa área mais de uma vez dentro do período de 180 dias, é preciso aplicar para um visto de múltiplas entradas, o que é um pouco mais complexo.
  • A melhor solução nesse caso, é deixar o espaço Schengen depois de 90 dias – que  pode ser tão simples quanto pegar um ônibus ou trem da Hungria para a Croácia, e que leva em média 5 a 10 horas, dependendo do meio de transporte. Ao sair, você tem o seu passaporte carimbado, e então, deve permanecer mais 90 dias fora do espaço, para que dê o tempo total de 180 dias. Após isso, você está apto a retornar e ter o seu passaporte carimbado com um novo visto.
  • Ao entrar no espaço novamente, você poderá permanecer por mais 90 dias consecutivos, conforme explicado anteriormente.

Lembre-se que se você passar mais tempo do que o permitido no espaço Schengen, você corre o risco de ser deportado, pagar multas altas  e até mesmo ser impedido de entrar no país futuramente. Por isso, siga as regras!

Aqui estão os  países que não fazem parte do Tratado de Schengen:  Reino Unido (País de Gales, Escócia, Irlanda do Norte), Inglaterra,  Albânia, Andorra, Bósnia, Bulgária, Chipre, Croácia, Irlanda, Romênia, Rússia, Servia, Turquia, Ucrânia.

Outra opção, é conseguir uma permissão de residência. Uma possibilidade seria o visto de estudante, mas essa alternativa só é válida para cursos longos (já que um curso curto de línguas iria apenas te garantir os mesmos 3 meses de permanência) .

 E então, o que está esperando para fazer as malas?


Fonte: Fluent In 3 Months

Post Author
Amanda Barbosa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Por Uma Vida Mais Rica ☆Se reinventando na maneira de viajar o mundo. Colaboração + tecnologia = experiências ricas (e econômicas)☆by Amanda Barbosa 👻Snapchat: vidamaisrica

Siga-me no Instagram